Perguntas frequentes

Expandir todos

Perguntas frequentes

Quais os benefícios que a V-Label oferece comparando com outros rótulos vegetarianos?

Muitas empresas e produtores usam os seus próprios rótulos vegetarianos para os seus produtos. Ao criarem esses rótulos, no entanto, eles definem os seus próprios critérios para produtos veganos e vegetarianos, o que resulta em inconsistências com outras empresas e produtores. A falta de compreensão entre empresas, relativamente ao completo conhecimentos dos vários ingredientes utilizados e dos importantes critérios de produção, pode levar a uma rotulagem incorreta. Esses rótulos criados pelas mesmas empresas não são submetidos a auditorias por entidades independentes, o que significa que a rotulagem às vezes pode passar despercebida pelos consumidores. Os consumidores muitas vezes pedem transparência para que possam identificar produtos veganos e vegetarianos com rapidez e confiança.

Atualmente, apenas a V-Label pode fornecer essa clareza na rotulagem de produtos graças aos critérios padronizados e na rotulagem de produtos vegetarianos e vegetarianos. A V-Label significa que eles podem atribuir a terceiros a responsabilidade pelas inspeções de garantia de qualidade dos seus produtos veganos e vegetarianos.

Além disso, a V-Label é o único rótulo independente da Europa nas categorias “vegana” e “vegetariana”.

Por que não é suficiente ler a lista de ingredientes?

Ler simplesmente a lista de ingredientes fornece pouca garantia de que um produto seja vegetariano ou vegano. Alguns ingredientes são especificados como números E, com os quais muitos consumidores não estão familiarizados, enquanto outros não estão listados porque não precisam ser declarados. Além disso, nem sempre é claro se certos ingredientes são de origem vegetal ou animal, por exemplo, não é usual certos aditivos utilizados na produção, muitos dos quais de origem animal, serem incluídos na lista de ingredientes.
Alterações nas receitas podem significar que um produto previamente vegano ou vegetariano, possa, subitamente, conter produtos de origem animal sem que os consumidores percebam. Não só os produtos licenciados pela V-Label são inspecionados para verificação da sua composição, mas também cada passo individual de produção no desenvolvimento do produto é igualmente escrutinado. Portanto, a V-Label é um indicador rápido e de confiança que economiza aos consumidores o incómodo de ter de ler atentamente a lista de ingredientes, que pode nem ser explícita.

Sob que critérios são os produtos com a V-Label marcados como veganos ou vegetarianos?

A definição dos termos “vegano” e “vegetariano”, que a V-Label usa como base, cumpre a recomendação especificada durante a 12ª Conferência da Proteção ao Consumidor realizada em 22 de abril de 2016.

Vegetariano

Alimentos e outros produtos que não contêm animais ou partes de animais são considerados vegetarianos. Isso leva em consideração todas as etapas de produção e processamento. Os alimentos e outros produtos criados com a ajuda de animais vivos e produtos derivados de animais são considerados vegetarianos.

Vegano

Alimentos e outros produtos que não contêm animais ou partes de animais são considerados veganos. Para ser vegano, um género alimentício ou outro produto não deve ser produzido com a ajuda de animais vivos ou produtos derivados de animais. Isso leva em consideração todas as etapas de produção e processamento.

Critérios adicionais da V-Label

A V-Label não é licenciado nos seguintes casos:

  • Produtos declarados como contendo OGM (organismos geneticamente modificados)
  • Produtos que contêm ovos de galinhas criadas em jaulas (incluindo de sistemas de gaiolas melhoradas/enriquecidas e de criação em grupos pequenos)
Acondicionamento

A V-Label não exclui os produtos cuja embalagem contém produtos derivados de animais. No entanto, as empresas são encorajadas a evitar voluntariamente o uso de embalagens contendo produtos derivados de animais.

Fertilização e cultivo

O processo de licenciamento da V-Label para produtos e ingredientes abrange o período de colheita. Os fertilizantes utilizados no solo onde as matérias-primas, dos produtos V-Label, crescem, não constituem um critério relevante. No entanto, as matérias-primas cultivadas a partir de agricultura orgânica e vegana devem ser preferidas e as empresas são encorajadas a evitar voluntariamente o uso de fertilizantes que contêm substâncias derivadas de animais.

Vestígios de ingredientes e contaminantes

As empresas decidem voluntariamente se devem ou não indicar nas embalagens a contaminação com alergénios ou produtos de origem animal que possam ocorrer no processo de produção. Ao indicar a presença potencial de vestígios de ingredientes, as empresas salvaguardam-se contra quaisquer consequências legais na eventualidade de consumidores sofrerem reações alérgicas. No entanto, só porque esta informação é fornecida, não significa necessariamente que o produto final contenha ingredientes de origem animal; a informação simplesmente adverte os consumidores sobre a possibilidade de contaminação mínima decorrente do processo de produção.
Os produtos que contêm esta informação vão ao encontro dos critérios da V-Label e garantem que nenhum ingrediente de origem animal foi deliberadamente adicionado em qualquer momento da produção. O processo de produção deve ser projetado para excluir qualquer possibilidade de contaminação com ingredientes de origem animal.
De acordo com os critérios da V-Label, a contaminação total com todos os componentes animais verificáveis no produto final não deve exceder 0,1% (1 g / kg). Outras regras baseadas num “limite de deteção tecnicamente viável” podem ser aplicadas para determinados grupos de produtos.

Exemplos

O selo da V-Label nunca se concede para os seguintes produtos ou para produtos que contêm qualquer um dos seguintes ingredientes::

  • Produtos de abate
  • Gorduras de peixe, partes de peixe ou outros animais marinhos
  • Aromas de origem animal (com a exceção de aromas à/com/de base de leite)
  • Ovos, para além dos provenientes de aves de capoeira (p. ex., caviar)
  • Produtos lácteos em que coalho animal (renina/quimosina) seja utilizado
  • Geleia Real
  • Corantes feitos a partir de ingredientes de origem animal (p. ex., cochonilha)
  • Açúcares processados com ossos carbonizados de animais (carvão de osso/carvão animal)
  • Substâncias portadoras ou aditivos de origem animal
  • Clarificação com substâncias de origem animal (p. ex., gelatina, ictiocola, cola de peixe)

O selo V-Label nas categorias “vegano” é concedido apenas a produtos que também estão livres de substâncias de origem animal como:

  • Ovos
  • Mel
  • Produtos lácteos e derivados do leite
  • Cera animal
  • Corantes feitos a partir de produtos de origem animal
  • Clarificação com substâncias de origem animal (p. ex., clara de ovo)
Com base em que critérios é que os alimentos e outros produtos são classificados como sendo “veganos” ou “vegetarianos”?
As empresas que desejam licenciar produtos com a V-Label são obrigadas a declarar ao licenciador a totalidade da composição destes produtos assim como todos os aditivos usados durante o processamento dos mesmos. Com base nesta autodeclaração e após uma inspeção pela equipa da V-Label, alimentos e outros produtos podem ser classificados como “veganos” ou “vegetarianos”.
Que medidas são tomadas de forma a garantir que as empresas cumprem os requisitos da V-Label?

A equipa da V-Label reserva-se o direito de implementar medidas de controlo de qualidade que visam salvaguardar a credibilidade e os benefícios prometidos pela V-Label.
Qualquer mudança de receita ou alteração nos processos envolvidos na produção de alimentos e outros produtos que ostentam o selo V-Label deve ser imediatamente comunicada aos membros da equipa da V-Label responsável pela gestão de qualidade.
Uma vez que a empresa declarou as mudanças relevantes, uma nova inspeção é realizada.

Existem casos em que não faz sentido que um produto apresente o selo V-Label?

Não faz sentido que todos os produtos alimentares tenham o selo V-Label: os produtos de um único componente, como chás, especiarias, água mineral e alimentos crus, como legumes crus, são sempre à base de plantas e não precisam de ser rotulados especificamente como tal. Embora, por princípio, não haja nada de errado ao anunciar um produto afirmando o que é obviamente verdadeiro, não é considerado aconselhável.

Quais os custos que as empresas podem esperar pagar quando licenciam os seus produtos com a V-Label?

O uso da V-Label está sujeito a uma taxa de licenciamento anual e a uma taxa de inspeção única.

Quanto tempo poderá levar a ser emitida uma licença?

O processo de licenciamento envolve 5 etapas. Após uma empresa enviar um pedido inicial, uma proposta de orçamento é emitida com base nos dados apresentados pela empresa. Após o orçamento ser confirmado pela empresa, um contrato de licença é assinado. Depois disso, o licenciante verifica todos os detalhes dos produtos. Após um controle completo, e se o licenciante estiver satisfeito com o resultado, a licença V-Label é emitida. Finalmente, o design da embalagem do produto é verificado e aprovado para uso.
Num processo de licenciamento padrão, pode demorar entre 2 e 8 semanas até que a empresa finalmente receba aprovação para usar o selo V-Label. Também poderá estar disponível um tipo de verificação Expresso. Nesse caso, os candidatos recebem atenção prioritária e os controlos necessários são realizados dentro de, aproximadamente, dez dias úteis, após a receção de toda a documentação necessária

Qual a natureza do contrato para as empresas?
Período de validade

A relação contratual geralmente dura um ano. Se as vendas flutuarem em mais de 10% para cima ou para baixo, a taxa de licenciamento anual é ajustada em acordo. A data de início do contrato está especificada no contrato. Uma data posterior pode ser especificada para levar em consideração, por exemplo, futuros lançamentos de produtos. O contrato é prorrogado automaticamente se não for notificado por escrito a intenção de o revogar, com pelo menos três meses de antecedência face à data de renovação de pagamento.

Certificado de licença

Após o processo de licenciamento estar completo, um certificado de licença é emitido para o produto na categoria correspondente.

Kontakt aufnehmen

Contacte-nos!

Se está interessado numa oferta especial, ou tem alguma questão de ordem geral, não hesite em contactar-nos! Aguardamos a sua mensagem.